Skip to content

TOQUES DO MAESTRO – SÓ A INSPIRAÇÃO É GRATUITA

março 29, 2009
É complicado produzir arte em uma cidade onde o artista é pessimamente remunerado, isto quando ele tem a sorte de ser remunerado.
Nos cobram um amor incondicional à nossa terra e em nome desse amor nos exigem um eterno voluntariado artístico.
É arriscado tentar se profissionalizar, cobrando por seu trabalho, pois quem abre o olho e tenta fugir do cerco é comumente rotulado como mercenário, explorador, enfim um artista que não ama sua terra, que só pensa em dinheiro.
Eu, por exemplo, já cheguei a ser chamado de prostituto, pois estaria segundo meus acusadores, vendendo a arte que eu haveria adquirido de forma gratuita. Daí pergunto: Quem nesta vida adquire alguma coisa de forma gratuita, se até para ser batizado o cristão tem que pagar?
Não vejo nada de absurdo na arte remunerada, pois até a bíblia diz que “Digno é o trabalhador do seu salário” (Lucas 10.7). Existem, porém, muitos que consideram a produção artística coisa de gente desocupada.
Que tal viajarmos para o período do Renascimento, só para lembrar que todas aquelas grandes obras foram devidamente pagas para serem produzidas?
Ou vocês pensam que
Michelangelo pintou os famosos afrescos da Capela Sistina só por temor a Deus e para mostrar a sociedade da época que ele era um bom Cristão?
Na Renascença os artistas eram financiados para produzirem arte de qualidade, eram bancados para materializar a beleza e nem por isso eram menos artistas.
Falemos agora de música, para tanto convém citar os mestres Mozart e Beethoven.
Ambos eram devidamente remunerados por seus trabalhos. Ou vocês acham que eles escreviam suas belas obras só para que o mundo visse como eles eram gênios?
Mozart inclusive dava aulas de música para sobreviver.
Vale lembrar que o sucesso é feito de 10% de inspiração e 90% de transpiração. Para mim, transpiração quer dizer trabalho e trabalho pressupõe remuneração.
Não é justo exigir que estejamos sempre prontos a sermos explorados fazendo arte de graça enquanto tanta gente se beneficia dela.
A arte é uma riquíssima cadeia produtiva que nasce da transpiração de uns poucos escolhidos aos quais Deus disse: desce e arrasa!
A arte pela arte, teoria que postula que a arte deve ter como único objetivo proporcionar prazer estético, não pode ser usada para escravizar os nossos artistas, sendo que tanta gente lucra com nossa criatividade, se não financeiramente, através da autopromoção social e política.
Somos trabalhadores da arte e não enfeitadores de boneca.
Então senhores contratantes triunfenses, repensem os valores que estão sendo pagos aos artistas da terra, pois eles são a expressão viva da nossa cultura. Dêem mais espaço para que possamos mostrar nosso trabalho, e principalmente paguem em dia, pois não suportamos mais receber sempre por último.
Se o artista que vem de fora pode receber assim que termina seu espetáculo, queremos compartilhar deste mesmo direito.
Quanto aos meus irmãos artistas, procurem se qualificar cada vez mais, participem de oficinas, estudem, profissionalizem-se, mas não esqueçam de cobrar pelo seu trabalho, pois de graça nem o relógio trabalha.
CULTURA – O panorama do setor no Brasil

Fonte: Sebrae Nacional

As atividades de criação, produção, difusão e consumo de bens e serviços culturais representam hoje o setor mais dinâmico da economia mundial, que tem registrado crescimento médio de 6,3% ao ano (enquanto o conjunto da economia cresce a 5,7%).Apesar de não haver informações totalmente sistematizadas sobre o seu impacto na economia brasileira, a cultura é responsável por aproximadamente 4% do PIB e é reconhecida como um eixo estratégico de desenvolvimento.
Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: