Skip to content

PARA O ALMO BUQUÊ

março 8, 2009
Toda alma é feminina, não importa seu invólucro, se de homem ou de mulher.
Toda alma é feminina, portanto misteriosa como toda mulher. E se é mistério é divino, é o inalcançável ao alcance dos mortais, pobres mortais que buscam almas que os torne vivos.
Todo mistério é feminino, portanto mágico, doce, um buscar eterno pela mortalidade.
É feminino o principio de tudo quanto é novo, de tudo que se faz, porquanto tudo que se faz é para agradar a alma (que é feminina), não importa se a minha pobre alma feminina de homem ou a alma da menina, da anciã, da ânsia de liberdade, das verdades que se ocultam no olho, na pele, nas fases da alma.
Sim toda e qualquer alma é feminina, mesmo a dos mais temíveis vilões. Se não, como explicar tantas canções? Tão altos edifícios? Tantos artifícios para impressionar tantas possíveis almas gêmeas?
Toda alma é mistério, e alma de mulher é duas vezes feminina, portanto duas vezes misteriosa e não há quem decifre o mistério dentro do mistério, pois toda mulher é segredo mesmo que desnuda, mesmo que gritando ao vento tudo que ela foi, é, ou sonha ser.
E é este mistério, este jamais revelar-se que nos fascina. É esta força que nos domina sem armas, que nos pune e nos absolve, que nos faz sentir mais vida, pois não há vida sem alma e toda alma é feminina.
Imagem: O nascimento de Vênus – Botticelli, Alessandro di Mariani di Vanni Filipepi (1485)
Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: