Skip to content

Quem sabe um novo museu

fevereiro 8, 2009
Descendente de uma tradicional família de músicos triunfenses, o 2º Tenente PM José Alves de Carvalho é um daqueles apaixonados por arte. Carvalho surpreende pela cultura musical. Seu amor à música o transformou em colecionador. Talvez, o que ele ainda não tenha consciência é que esse seu valioso acervo se constitui num trabalho de alerta, de resistência. Num local em que não existe uma opinião pública voltada à preservação é complicado conseguir apoio. O antigo aqui é velharia; lá fora é cultura e é valorizado. Temos que reverter esse quadro, pois Triunfo possui riqueza arquitetônica e cultural necessitando de uma política de fomento voltada a conservação de nossa memória. Feliz a comunidade que tem o que preservar. E aí é que está a importância do trabalho de Carvalho. Ele possui em sua residência na rua Frei Ângelo, um acervo com mais de 1000 LP’s, 700 CD’s e 500 DVD’s, além de alguns livros. Lá se encontram verdadeiras raridades da música brasileira. Estas preciosidades são conservadas com o maior zelo possível por Carvalho. A coleção abrange artistas da velha guarda, jovem guarda, bossa nova, música nordestina, instrumental e internacional. Iremos encontrar no acervo: Vicente Celestino, Augusto Calheiros, Francisco Alves, Orlando Silva, Carlos Galhardo, Nelson Gonçalves, Sílvio Caldas, Agostinho dos Santos, Nelson Ned, Altemar Dutra, Roberto Carlos, Adilson Ramos, Zé Ramalho, Elba Ramalho, Xangai, Elomar, Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, Dominguinhos, Marinês, Paulo Diniz, Geraldo Azevedo, Alceu Valença, Elizeth Cardoso, Clara Nunes, Beth Carvalho, Maria Bethânia, Manezinho Araújo, Tonico e Tinoco, Elis Regina, Ângela Maria, Jair Rodrigues, Martinho da Vila, Ataulfo Alves, Anísio Silva, Carmem Miranda…
Na música instrumental conta a coleção com obra dos violonistas Dilermando Reis, Canhoto da Paraíba, Paulinho Nogueira, Sebastião Tapajós, Marco Pereira, Baden Powel, Leandro Carvalho, Américo Jacomino “Canhoto”, João Pernambuco, Turibio Santos, Garoto, Luiz Bonfá, Yamandú Costa, Zé Menezes, Nonato Luiz, Paco de Lucia, Agustín Barrios, Raphael Rabelo, além de outros instrumentistas e grupos como Pixinguinha, Benedito Lacerda, Copinha, Altamiro Carrilho, Zé da Velha, Saraiva, Poly, Jacob do Bandolim, Waldir Azevedo, Luperce Miranda, Radamés Gnattali, Arthur Moreira Lima, Paulo Moura, Armandinho, Déo Rian, Sivuca, Luiz Americano, Orquestra Tabajara, Spok Frevo Orquestra, Billy Vaughn, Ray Conniff, …
Na música internacional: Luciano Pavarotti, Nat King Cole, Frank Sinatra, Édith Piaf, Amália Rodrigues, The Beatles, Eydie Gorme, Los Panchos, Miguel Aceves Mejia, Carlos Gardel, Plácido Domingo, Ibrahim Ferrer, Mercedes Sosa, …
O citado acima é apenas uma pequena parte. Enfim, é necessário fazer uma catalogação. Muitas pessoas de outras cidades já visitaram a residência de Carvalho e tiveram o prazer de ouvir e ver o seu acervo. Ele inclusive já recebeu propostas para se desfazer da coleção. O pessoal de Carnaíba já demonstrou interesse pelo material de Luiz Gonzaga devido ao compositor Zé Dantas. Por enquanto Carvalho recusou. Então, antes que Triunfo perca essa acervo, por que não abrir um museu? O poder público ou outra entidade, associação ou organização do município precisaria de um local, como também adquirir a coleção e inicialmente contratar a consultoria de um técnico especializado para orientar com relação a ambientação, catalogação, conservação e de como expor esse material. Quem se habilita? Apesar de nunca ter consultado Carvalho sobre a proposta, penso e creio que ele irá gostar da idéia.
Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: